domingo, 6 de junho de 2010

Antes do dia nascer

Ribeiro Pedreira
Ela sempre chega
e quando vem é assim:
perfuma minhas manhãs
adorna minhas tardes
seduz minhas noites

Ela sempre chega
e eu sempre espero
porque o seu querer é o meu querer
e o nosso amor é terno

2 comentários:

  1. Dessa vez chego de mansinho... na estação. Agora distraídos entre um beijo e outro.

    amo!

    ResponderExcluir