quinta-feira, 27 de maio de 2010

dos afagos









de um leve toque
adentro os seus cabelos
com as pontas dos meus dedos

depois encho as mãos
dos negros fios que afinam
num tênue e longo afago
enquanto os outros pelos
se eriçam de inveja
fazendo-lhe calafrios

e então desembaraçamos
os nós dos desejos.

Um comentário:

  1. Mãos que desembaraçam desejos, trançam poesia.
    Repleto de imagens.

    abraços

    ResponderExcluir